05 fevereiro 2009

A Kiss to send us Off

Folga passada em casa. Caneca de Café expresso da Nestlé, um Waffle pequenino e Incubus. Quarto arrumado e perfumado com incenso. Pijama.

Parecia um Haiku isto. Mas não é. Está feita a localização deste post. É de mim ou uso demasiado pontos finais...?

Cada dia que passo constato que por mais governos e pessoas que mandem, este país continuara sempre na mesma, como já vem sendo seu apanágio há muitos e muitos anos, sempre em crise. Porquê? Porque está na genese do nosso povo - que eu tanto admiro em muitos pontos - querer ser mais esperto que toda a gente. O que é que isto quer dizer? Quer dizer que não há dia nenhum que passe que no meu local de trabalho não me venham pedir facturas com descrições mirabulantes. Aqui há uns dias, uma senhora queria que lhe tirasse uma factura de uma compra na Carolina Herrera, de 500 euros, com a descrição: "Farda", tirando a factura com o contribuinte de uma empresa. Isto é apenas um dos exemplos, dos milhentos que tenho. Imaginam o dinheiro que se perde a verificiar estes pequenos fraudes? Dinheiro, tempo, burocracias, etc. Agora transportem este exemplo para todos os extractos da sociedade portuguesa. Como pode este ser um país sério? É impossível. E as pessoas querem politicos honestos quando elas próprias não são honestas? Que hipócrisia. É uma aproximação um bocado redutora de todos os problemas, mas acho que faz parte do grande problema, deste país e nunca será diferente.
Mas isto é igual em grandes partes do mundo. Aliás, o normal é isto. Diferenças só mesmo num grupo restrito de países que as coisas funcionam de forma diferente e a ajuda ao próximo - sob a forma de civismo - está em primeiro lugar.
Se pudesse acho que mudava de país. Mas é complicado neste momento e a mudança teria que envolver a minha Lois Lane, que está a terminar um curso e a começar uma promissora carreira na Enfermagem.
É assim. É um bocado deprimente mas... se queres uma vida recheada de civismo e lógica, tens que imigrar. Mas não penses que é imigrar para Espanha, ou para França, ou para Itália, ou para a América do Sul, ou... É para longe, bem longe. Escandinávia, Canadá... e mais alguns. Só aí as coisas realmente mudam. (estavam à espera que eu fosse bater só no meu país? Por favor.).
Adiante.

Não sei se já falei nisto aqui, mas o filme Burn After Reading está demais. Adoro os irmãos Coen e considero-os dos meus realizadores preferidos. Considero também, de uma forma também redutora, que eles têm muito gosto por utilizar duas formulas: Uma intriga que une quase sempre todos os personagens de forma directa ou indirecta na conclusão do tema, mas sob duas variantes. Variante A) em que o filme é completamente cómico e variante B) em que o filme é extremamente negro.
Considero o Burn After Reading parte da variante A) e foi dos últimos tempos o filme que mais me divertiu no cinema. Se não bastasse está populado por grandes actores que transportam personagens simplesmente idiotas, por variados motivos. Só a cara do Brad Pitt quando o Clooney o encontra no armario chega para se gostar deste filme. Ide ver! Ide!

E aqui está o que toda a gente deveria ter: Um Sex Counter Cock Ring. Espectacular. Tenho que arranjar isto e começar a bater records. Conhecendo-me, é óbvio que teria que ter mais dois ou três digitos para eu poder levar aquilo a sério. Muahahahah!

E para acabar... vi agora mesmo o trailer oficial para o filme X-Men Origins: Wolverine e minha nossa senhora! Está perfeito! Espectaculo!

2 comentários:

Joana disse...

O Burn After Reading foi o pior filme que vi nos ultimos tempos... Ok, já sei, de ser tao idiota deveriamos achar piada, mas eu, simplesmente, não achei. Eu, e outras pessoas que foram saindo da sala à medida que se ia desenrolando o filme. Não consigo achar piada às piadas fáceis e sem nexo. Sorry. E gosto de outros filmes dos Cohen, atenção...

Kal El disse...

Tenho pena! :) Como viste, gostei bastante!

Harry Pfarrer: Go around the corner, we'll do it in the back.
Katie Cox: You're so coarse.
Harry Pfarrer: Back of the car... not the rear entry situation...

ahahahah

:)