21 maio 2008

Oh. My. God.

E ao terceiro dia... Ora bem, se repararem nos últimos posts, tenho recebido uns quantos presentes espectaculares para a minha pessoa, ainda para mais adicionando umas quantas comprinhas.
Já tenho a Nikon (só com um K) o que me dá uma grande satisfação...

Mas o que aconteceu foi ainda melhor. Eu e a Lois fizemos 6 meses de namoro. Sim, contamos os meses e tal, é normal, I guess. E que foi que ela me ofereceu?

...


Wait for it...


WAIT for it!!....


Pois é! The Complete Calvin And Hobbes, em versão original! Uma prenda assim... espectacular! Ando cheio de sorte, mordam-se todos.
Que prenda! Acertou na mouche a Lois, como sempre. Eu também lhe ofereci umas quantas coisas, mas como de costume, ficam na sombra do que ela oferece. Grunf.
A colecção está espectacular. A qualidade dos 3 livros é imensa, o papel, as ilustrações, as reproduções. Tem uma introdução enorme do Bill e mais uns quantos extras. Para quem gosta incondicionalmente desta tira é mesmo um must. Especialmente se têm uma namorada que oferece...


Esta semana vi os dois filmes que lideraram a corrida aos Oscares (ou isso tenho entendido): No Country For Old Men e There Will be Blood. O primeiro é dos Coen, que figuram na minha lista de realizadores cujos filmes eu adoro e o segundo é do realizador que fez Punch Drunk Love, um dos filmes que sempre quis ver e que nunca vi - tenho que fazer uma lista destes filmes.
Do primeiro até poderia ser suspeito para falar, mas mesmo assim, apesar de achar inegável a qualidade cinematográfica de ambos, tenho a dizer que no fim de cada um, fiquei com uma sensação que se pode descrever como... "meh".
Se calhar não sou tão grande fã de cinema como pensava, ou se calhar estes dois filmes destacam-se em áreas do cinema que não puxam por mim.
Para mim, o Big Lebowski, Miller's Crossing e O Brother, Where Art Thou dão mil voltas (que exagero!) a ambos estes títulos. Acho que se a história ou o objectivo da mesma não me empolgam, os filmes passam-me um bocado ao lado. Em suma, destaco a beleza do "film making", a personagem do Bardem (e obviamente a interpretação da mesma) e a interpretação quer do Daniel Day-Lewis quer do Paul Dano. E é óbvio que os recomendo o que não acho que seja um contra censo.

Esta semana estreia o novo filme do Indiana Jones. Estou empolgado para ver uma das figuras do cinema regressar. Por muito delicado que seja o tema de se voltar a mexer em obras antigas, eu sou sempre a favor. Se sair mal, não as volto a ver e as originais/antigas ficam para mim as únicas que contam.

Acabo com este LINK, dirigido em exclusiva para as pessoas que gostam de banda desenhada e cartoons. What the fuck? Over and out.

5 comentários:

Chanceler Silva disse...

Bem, se tem uma encadernação decente só por isso vale mais que qualquer edição da Gradiva: acho que tenho ali todos, e até tenho medo de lhes mexer, tal é a "qualidade".

looT disse...

Em primeiro lugar és um sortudo essa colecção do Calvin & Hobbes é de invejar :P

Sobre os filmes eu gostei e tal como tu achei as interpretações geniais, aconselho-te é não só o Punch Drunk Love, mas TODOS os filmes de PT Anderson tanto o Magnolia como o Boogie Nights são dos melhores filmes dos anos 90 (para mim claro).

Já vi Indiana Jones, sim tem falhas, sim é o pior da saga, mas é divertido, vale a pena, e é Indiana Jones (Harrison Ford sempre em grande).

Por fim vou ler o link, mas já vi do que se trata ;)

Abraço

caleidoscópio disse...

Cheio de sorte... só presentes fantásticos! Mas não te habitues que um dia acaba. :)

KISS;)

RanaManaXana

looT disse...

Fui ontem ver o Blade Runner director´s cut, em cinema é uma experiência extraordinária. Agora tenho de rever o que tenho gravado em VHS que tem diferenças.

Em relação às perguntas que me tinhas feito. A beleza da história é não sabermos se o Deckard é um replicant ou não.

Mas aquele unicórnio no final dá-me a entender que a mensagem é "Sei que és um replicant mas não te vou caçar", uma vez que ele esteve lá antes e podia ter morto a Rachel.

Agora ele também pode pensar que há semelhança dos outros eles têm um prazo de vida curto e por isso deixou-os ir (enganou-se) ou então deixou-os simplesmente ir. E tu que achas?

Lelo disse...

Adar com um imagem maravilhoso.
muito boas, mo' gostou muito, da mesma maneira que o blog, obrigado muito.
alegre e cheio de vida
Enfim… :)